Franquia Pastel

Pastel: Por Que É Tão Popular? É por isso que o torna tão lucrativo?

By 15 de maio de 2019 maio 21st, 2019 No Comments

O pastel que conquistou seu espaço na gastronomia brasileira de hoje começou a ser difundido no país graças aos descendentes de imigrantes japoneses, na década de 1940.
Foi a partir da cidade de Santos que a receita passou a se popularizar por todo o estado de São Paulo e, posteriormente, para o Rio de Janeiro e Belo Horizonte, e para o sul do Brasil. Em 1962 foi fundada a primeira pastelaria brasileira, em Maringá, no Paraná.
Assim, da união entre a tradição e a variedade de sabores e preparos, o pastel se tornou um dos alimentos preferidos da população.

Quem é que não gosta de pastel? Difícil essa resposta, pois trata-se de uma iguaria que pode ter muitas variações no modo como é feito, agradando a todos. Pode ter variados recheios, variadas massas, pode ser frito ou assado, doce ou salgado. É por isso que o pastel já faz parte das tradições da gastronomia brasileira.

O pastel é saborosíssimo e já detonou a dieta de muita gente que não resiste a essa delícia que pode ser encontrada em feiras, bares, restaurantes… e que pode ser prato principal ou acompanhamento. Ele é uma iguaria democrática, servido em qualquer lugar e apreciado por todas as classes sociais.

Mas você sabe como surgiu o pastel, sabe a história desse alimento tão apreciado por nós, brasileiros? Na verdade, existem várias versões de sua origem: a chinesa, a japonesa e a europeia… vamos a elas?

Origem europeia

Uma das versões diz que o pastel é originário da Europa. Segundo essa versão, na Idade Média havia muitas receitas de massas recheadas, que eram feitas no forno e que se assemelhavam aos nossos deliciosos pastéis. Com o passar do tempo, na época da Idade Média ainda, na Península Ibérica, o pastel passou a ser frito.

Existe, no entanto, uma versão de que o pastel brasileiro teria sido introduzido no país pelos europeus no período da colonização. Existem diversas preparações, desde o século 17, de massas que podem ser fritas e recheadas, mas não podemos afirmar categoricamente que se trata da mesma coisa. Na verdade, as pastelarias são docerias em Portugal.

Porém, de acordo com estudiosos sobre o assunto, o pastel é uma iguaria recente e seu formato atual surgiu nos primeiros anos do século 20.

Origem japonesa

Existem duas vertentes que apontam a origem do pastel como sendo da Ásia. Uma delas atribui ao gyosa japonês o título de preconizador da iguaria muito apreciada no Brasil, o famoso pastel de feira.

Conta-se que, durante a Segunda Guerra Mundial, havia um preconceito muito grande com os japoneses, devido à aliança com os nazistas. Para driblar a situação, os imigrantes se fizeram passar por chineses e abriram diversas pastelarias, tornando o pastel mais popular e dando um toque japonês à iguaria.

Origem chinesa

A outra vertente dá todos os créditos à China, que atribui ao rolinho primavera como o preconizador chinês. A discussão, na verdade, é o que inspirou o pastel apreciado aqui no Brasil, mas sobre isso ainda não há um consenso.

Na verdade, a imigração chinesa é que trouxe o pastel chinês para o Brasil. Eles adaptaram suas receitas ao que havia de matéria-prima aqui e deram um paladar brasileiro à receita. Por exemplo, eles substituíram a carne de porco pela bovina e passaram a fritá-los em vez de levá-los ao forno.

O que se sabe é que independentemente de onde o delicioso pastel tenha vindo, já se tornou um prato típico, muito comum nas feiras livres brasileiras e já se expandiu por diversos restaurantes, que dão um toque mais sofisticado à receita.

O pastel já ganhou vários tipos de recheios, não se limitando apenas ao de carne, queijo e frango. Hoje podemos encontrar pastéis doces ou salgados. Algumas variações são: geleia de amora, de queijo brie  e o MARAVILHOSO PASTEL DE PERNIL DA PASTELÂNDIA, UMA FRANQUIA DE SUCESSO!!! Pastéis assados com recheio de carne e legumes também são muito apreciados.

Considerando que o pastel é uma receita chinesa, como se explica haver tantos japoneses vendendo pastel? A explicação para este fato é a de que, durante a Segunda Guerra Mundial, os japoneses com a intenção de se passarem por chineses, abriram pastelarias, assim podiam evitar a discriminação por parte da aliança entre alemães, italianos e japoneses os quais eram inimigos do Brasil no conflito.
A palavra pastelaria viaja através da história e refere-se massas ou pães, assados ou cozidos, não havendo ligação com a versão brasileira, onde pastelaria se refere ao local onde se vende pasteis.

 

Hummmmm , vai um pastel ai?